fbpx
Copom eleva Taxa Selic para 13,25% ao ano

Copom eleva Taxa Selic para 13,25% ao ano

Pela 11ª vez consecutiva, o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central elevou a Taxa Básica de Juros (Selic). Após a reunião concluída nesta quarta-feira (15), o colegiado anunciou um aumento de 0,5 ponto percentual na taxa, que chegou a 13,25% ao ano.

A decisão, tomada por unanimidade, já era esperada no mercado financeiro. Na reunião passada, realizada nos dias 3 e 4 de maio, o Copom havia sinalizado um aumento de menor magnitude em relação ao anterior, de 1 ponto percentual.

Em nota divulgada após a reunião desta quarta, o Copom destacou, entre outros pontos, o avanço da deterioração do ambiente externo, “marcado por revisões negativas para o crescimento global”, e, no mercado interno, a persistência da inflação ao consumidor, que “seguiu surpreendendo negativamente”.

Segundo o comitê, a nova elevação “reflete a incerteza ao redor de seus cenários e um balanço de riscos com variância ainda maior do que a usual para a inflação prospectiva, e é compatível com a estratégia de convergência da inflação para o redor da meta ao longo do horizonte relevante, que inclui o ano-calendário de 2023.”

Para a próxima reunião, marcada para os dias 2 e 3 de agosto, o Copom sinalizou um novo ajuste, de igual ou menor magnitude. Para o comitê, “a crescente incerteza da atual conjuntura, aliada ao estágio avançado do ciclo de ajuste e seus impactos ainda por serem observados, demanda cautela adicional em sua atuação.”

Como a Selic pode impactar no seu Plano de Previdência?

O nível atual da Selic oferece oportunidades para investimentos com perfil de longo prazo, como a Previdência Complementar Fechada. Há, por exemplo, um impacto positivo sobre os ativos de renda fixa cuja rentabilidade é atrelada à taxa.

Esse tipo de investimento compõe um importante percentual das carteiras dos Planos de Benefícios administrados pela BB Previdência. Assim, o patamar da Selic pode contribuir positivamente para a rentabilidade desses ativos no longo prazo.

Sempre atenta ao mercado, a equipe de investimentos da BB Previdência segue analisando diferentes oportunidades, incluindo alocações em títulos públicos federais e fundos de renda fixa.

 

Experiência e governança para a melhor gestão do seu patrimônio

Recentemente, a Citywire Brasil perguntou a grandes gestores de fundos de pensão sobre as alocações de seus portfólios para buscar os melhores  resultados no longo prazo. E o Diretor-Presidente da BB Previdência, Eder Faria, respondeu como a equipe de investimentos da BB Previdência está sempre atenta às oportunidades de mercado alinhadas ao principal objetivo da Entidade de concessão de aposentadorias. A Entidade tem avaliado alternativas para a diversificação das carteiras dos Planos, visando mitigar os impactos da volatilidade.

O Diretor Financeiro e de Investimentos da BB Previdência, Edson Chini, também trouxe uma mensagem importante sobre os cuidados com a gestão do patrimônio dos mais de 200 mil Participantes e Assistidos da Entidade, em um momento econômico desafiador. Clique aqui para conferir.

Se você já é Participante da BB Previdência pode acompanhar as análises mensais sobre os investimentos do seu Plano no portal exclusivo do cliente na área de rentabilidade e no portal de educação financeira da BB Previdência, o Pense Futuro.

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.